História

Em Despacho de 1 de setembro de 1997, e na sequência da deliberação do Conselho Superior de 4 de julho do mesmo ano, o então Magno Chanceler da Universidade Católica Portuguesa, D. António Ribeiro, Cardeal Patriarca de Lisboa, criou o Instituto de Estudos Políticos, "uma unidade de ensino e investigação, com sede em Lisboa, a qual visa o desenvolvimento de uma área de Estudos Políticos na Universidade."

O mesmo despacho anunciava que o Mestrado em Teoria e Ciência Política, iniciado em 1996/97 na direta dependência da Reitoria, seria integrado neste Instituto.

À semelhança do que é determinado estatutariamente para as unidades básicas, o Instituto de Estudos Políticos é dotado de um Regulamento próprio e tem como órgãos de gestão um Diretor, assessorado por um Conselho de Direção, e um Conselho Científico.

Uma palavra de gratidão é devida, a uma pessoa que foi e continua a ser fundamental ao êxito deste projeto, que na verdade foi o seu fundador, mas que, com a generosidade e obstinação que o caracteriza, sempre declina cargos e honrarias: o nosso Querido Amigo, Professor Mário Pinto.